A Dell selou um acordo com a principal cadeia de armazéns de venda ao público norte-americana, a Wal-Mart, para a comercialização dos seus computadores, informou a empresa de distribuição.




De acordo com o Wall Street Journal, a fabricante vai vender dois modelos exclusivos de computadores a partir do próximo mês em mais de três mil lojas do grupo Wal-Mart sedeadas nos Estados Unidos, Canadá e Porto Rico. O preço das máquinas vai rondar os 700 dólares, algo como 521 euros.




A empresa norte-americana afirmou que este é o primeiro passo para a incursão no sector de retalho e que, nos próximos meses, existirão parcerias semelhantes.




Bob Pearson, porta-voz da Dell, refere que os clientes da empresa "estão a pedir formas de compra adicionais" pelo que num futuro próximo esta estratégia poderá ser alargada "a nível global".




Esta é a maior decisão tomada pelo presidente executivo Michael Dell desde que este voltou à direcção da empresa e vem muda por completo o modelo de distribuição exclusiva da Dell que, até aqui, funcionava por Internet e telefone. Desde a criação da marca, em 1984, a fabricante optou pela venda directa ao consumidor, uma estratégia que lhe ofereceu resultados positivos em pouco tempo comparativamente aos seus rivais.




No entanto, nos últimos meses as vendas da Dell têm perdido terreno face à oferta de outras marcas como a HP - que conta com a exposição dos seus produtos em mais de 100 mil lojas -, uma tendência que a empresa quer inverter.




Notícias Relacionadas:

2007-05-22 - Dell inicia distribuição de computadores equipados com Linux na próxima quinta-feira

2007-04-20 - Dell volta a comercializar computadores equipados com Windows XP

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.