Decidida a conquistar os consumidores que compram no comércio de retalho e que desejam adquirir um equipamento com capacidade de mobilidade, mas que não seja muito caro, a Dell anuncia o lançamento do notebook não configurável SmartStep 100N. Este computador portátil será vendido abaixo da fasquia dos mil dólares (1.137 euros) por 949 dólares (1.079 euros) e 50 dólares (56,8 euros) a menos que os seus principais concorrentes Compaq, Gateway e Toshiba.



O novo equipamento apresentará um processador Intel Celeron a 1.06GHz, 128MB de RAM, um disco rígido de 20GB, um monitor de 14 polegadas e uma drive de CD-ROM.



O SmartStep 100N surge em conjunto com o Inspiron 2600 – cuja versão base custa 999 dólares (1.136 euros) – para completar a oferta de produtos da linha de notebooks da Dell, que lançou em Outubro passado o desktop SmartStep 100D.



De salientar que a movimentação estratégica da Dell em direcção ao mercado dos notebooks mais acessíveis após as vendas no comércio a retalho terem aumentado quase oito por cento nos Estados Unidos durante o ano passado, segundo a empresa de estudos de mercado NPD Techworld, que indica ainda que as vendas de computadores de secretária diminuiu 23 por cento no mesmo período.



De acordo com informações veiculadas pelo serviço informático ZDNet News, o novo modelo da Dell será o notebook mais barato do mercado o que, de acordo com a opinião de alguns analistas, confirma a tendência do sector, já que os produtos mais recentes não apresentam grandes inovações tecnológicas como, por exemplo, processadores mais rápidos ou baterias com maior tempo de duração.



Anteriormente, este fabricante tinha também lançado o Inspiron 2500 com um preço base na ordem dos 979 dólares (1.113 euros) que, todavia, rapidamente subia para os 1.300 dólares (1.478 euros) à medida que os clientes acrescentavam funcionalidades, o que não irá acontecer com o SmartStep 100N tendo em conta que o seu público alvo não demonstra tanto interesse pelas características adicionais.



Quanto à concorrência, a Gateway tenciona colocar à venda nas suas lojas do mercado norte-americano computadores de secretária e portáteis, enquanto que a Dell fará a sua distribuição directamente aos consumidores e através da venda por catálogos. Por outro lado, a Toshiba vai concorrer com a Dell nas características que apresenta nos seus modelos. Por exemplo, o Satellite 1000-S158 custa 999 dólares, mais do que o SmartStep 100N, no entanto tem 256MB de RAM e uma drive de DVD-ROM.



Conscientes de que a nova adição à linha SmartStep não irá conquistar todos os consumidores, a Dell afirma que este é encarado como um passo de transição para outros equipamentos, nomeadamente, para o novo portátil Inspiron 2600 que estará disponível na sua configuração base por 999 dólares – podendo ascender ao 1.400 dólares (1.592 euros) – e se destina a consumidores mais exigentes.



O Inspiron 2600 pode ser configurado com um processador Pentium III-M a operar a 1.2GHz, tem um monitor de 15 polegadas, um disco rígido que pode ir até aos 40Gb e até 512MB de RAM. O consumidor pode ainda optar entre um CD-RW, DVD ou uma combinação de drives CD-RW/DVD.



Notícias Relacionadas:

2002-03-11 - Dell lança portáteis Latitude com Pentium 4

2002-01-18 - Mercado dos PC deverá recuperar em 2002 após mais um ano com fracos resultados

2002-01-07 - Consumidores impulsionam venda de PCs no último trimestre de 2001

2001-11-27 - Dell apresenta novo portátil da série Latitude

2001-08-17 - HP e Dell sofrem impacto da crise da procura de computadores

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.