As sanções em causa destinam-se em particular a “empresas chinesas e indivíduos que tenham beneficiado de segredos industriais dos Estados Unidos” através desses ciberataques, escreve o Washington Post.

As fontes citadas pelo jornal referem que o governo norte-americano ainda não decidiu quando vai avançar com as medidas, mas deverá anunciar tal decisão nas próximas semanas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.