Apesar das redes sociais focarem esforços na irradicação de mensagens de ódio e propaganda de apoio ao terrorismo, ainda existem formas de os apoiantes da ISIS utilizarem o Twitter para promover a sua ideologia de horror.

Segundo o TechCrunch, os apoiantes da ISIS estão a roubar o acesso a contas do Twitter antigas e não utilizadas pelos seus criadores para ações de propaganda de terrorismo. Para tal, os extremistas acedem às contas através de endereços de email que passaram de validade ou que nunca existiram, com nomes semelhantes aos titulares da rede social.

Os hackers conseguem aceder às contas porque há mais de uma década que o Twitter não faz a confirmação dessas contas de email. Assim, é possível utilizar o serviço sem ter um endereço válido. O Twitter apenas tapa parte dos endereços e os hackers apenas têm de preencher o que falta no endereço para fazer o respetivo reset à autenticação.

Segundo é mencionado, essas contas têm colocado diversos elementos multimédia relativos à propaganda, desde fotografias, mensagens e vídeos, para recrutar novos membros. Muitas dessas contas contam já com dezenas de milhares de seguidores. O Twitter já terá apagado diversas dessas contas, referindo que a empresa está a trabalhar para identificar soluções para proteger os utilizadores, incluindo a verificação dos emails durante o registo. Há também uma parte da "culpa" atribuída às empresas fornecedoras de email, como o Yahoo e Hotmail, que desativam as contas, mas reciclam os respetivos endereços.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.