A Intel apresentou ontem um novo processador e dois chipsets (um deles com duas versões) com os nomes de código Grantsdale e Alderwood, que segundo os responsáveis da empresa representam a maior viragem na estratégia de produtos da companhia, ao longo dos últimos doze anos. Os lançamentos apostam em novas tecnologias e funcionalidades que melhoram a performance das máquinas e permitem novas funcionalidades ao nível do multimédia, como o aumento das capacidades vídeo, reforçando o conceito de PC como peça central de entretimento doméstico, detalha a Reuters.



O novo processador para Pentium 4 garante novas potencialidades ao nível dos gráficos e do som, mais memória e uma ligação a redes wireless enquanto componentes core do novo processador, evitando investimentos e dispositivos extra para aceder a um conjunto de funcionalidades multimédia. Numa demonstração à imprensa a Intel mostrou funcionalidades como vídeo de alta definição, som suround e outras funções que anteriormente requeriam add-ons ao equipamento base.



No mesmo dia a fabricante apresentou três novos chipsets, o 915 Express -que vai estar disponível em dois modelos G e P - e o 925 Express, que deverão ser vendidos entre os 30 e os 40 dólares, avança ainda a C|Net.



Os novos chipsets contam com funcionalidades desenhadas para aumentar a performance dos equipamentos desktop, memória DDR2 - sucessora da actual memória DDR SDRAM mais lenta e com consumos energéticos mais elevados. Segundo a Intel, em declarações citadas pelo site noticioso, os chipsets contam ainda com alta performance de gráficos e a versão 915 G dispõe do Intel Graphics Media Accelerator 900.



Os PCs equipados com estes chipsets terão ainda a possibilidade de funcionar como access points, eliminando a necessidade de um router wireless. Segundo a C|Net a Dell, HP e IBM deverão ser as primeiras a disponibilizar máquinas baseadas nos novos produtos.



Parceria com Proxim para desenvolvimento e distribuição de produtos WiMax

A Intel e a Proxim anunciaram também ontem um acordo para o desenvolvimento e distribuição de produtos WiMax para acesso fixo e wireless. Nos termos deste acordo e numa fase inicial, as duas empresas vão trabalhar em estações base fixas e wireless para desenvolver serviços de dados, voz e vídeo. Está ainda previsto o desenvolvimento de estações base já suportadas pelo protocolo 802.16e, adianta um comunicado.



Recorde-se que recentemente a Intel havia já assinado um acordo com a Alcatel para o desenvolvimento e distribuição de equipamentos Wimax, com o objectivo de acelerar a introdução da tecnologia no mercado mal o standard base esteja aprovado, o que deverá acontecer ainda durante o Verão.



Notícias Relacionadas:

2004-03-26 - Intel e Alcatel associam-se para a comercialização de equipamentos WiMax

2002-01-08 - Microsoft lança novos produtos em direcção ao lar digital multimédia

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.