Depois de vários ursos selvagens terem invadido cidades japonesas em busca de comida, as autoridades decidiram instalar lobos robóticos nas periferias para manter os animais a uma distância de segurança dos espaços populados. A cidade de Takikawa era a zona que se encontrava em risco. A região tem cerca de 40 mil habitantes.

Depois de vários avistamentos, os responsáveis recorreram a uma solução mecânica que passou pela instalação de um lobo de aspecto monstruoso perto de uma das zonas residenciais mais periféricas. Um outro, igual, foi instalado num descampado para manter os ursos longe das urbanizações.

tek lobo

Os robots têm cerca de 79 centímetros de altura e 1.22 metros de comprimento, mas estão instalados em vigas altas para poderem intimidar os ursos. Cada uma destas unidades está coberta de pêlo artificial, olhos vermelhos luminosos e a cabeça articulada, bem como os uivos e rugidos previamente gravados, fazem os "lobos" ganharem vida.

Há uma espécie de coreografia pré-definida, que articula efeitos sonoros e movimentos, e que é despoletada mediante a deteção de movimento. O som emitido pode ser ouvido a um quilómetro de distância. Para além dos sons "naturais" do lobo, as gravações instaladas incluem o som de disparos, vozes de caçadores e cães a ladrar.

Cães robot da Boston Dynamics podem estar a caminho da Hyundai
Cães robot da Boston Dynamics podem estar a caminho da Hyundai
Ver artigo

Desde a instalação dos robots que não foram registados avistamentos.

Desde abril do ano passado que foram comunicados mais de 13.500 avistamentos no Japão, sendo que há registos de ataques a humanos. Alguns deles resultaram na morte das pessoas atacadas. Em Takikawa, os avistamentos eram raros - os dados indicavam o aparecimento de um urso a cada dois anos, mas só em 2020, mais de 10 foram reportados às autoridades por parte dos habitantes.

Yuji Ota, CEO da fabricante responsável pelos robots, a japonesa Ohta Seiki, disse à rádio pública nacional que estes lobos podem ajudar a população humana a coexistir com espécies selvagens sem que isso implique o ataque de uma a outra. Note que na sequência de alguns ataques, os animais foram prontamente perseguidos e mortos pelas autoridades japonesas.

Uma primeira versão deste lobo foi instalada em 2016, em algumas plantações. Desde então que a câmara integrada nestas unidades tem comprovado a eficácia das máquinas a afugentar espécies selvagens, como veados, macacos e ursos. Ao todo, já existem cerca de 70 robots instalados em todo o país.

Recordando o cão robot da Boston Dynamics, talvez o próximo modelo possa ser uma versão mais móvel.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.