Um estudo da McAfee mostra que as buscas relacionadas com música e tecnologias efectuadas na Internet têm maior probabilidade de levar os utilizadores a páginas maliciosas através das quais pode ser descarregado spyware e outro tipo de códigos indesejados.




Os dados da empresa de segurança indicam que 42 por cento dos resultados provenientes de pesquisas com os termos "screensaver", por exemplo, encaminham os internautas a sites catalogados pelo SiteAdvisor da McAfee com "alerta vermelho ou amarelo".




O mesmo risco ocorre em buscas por nomes de serviços de partilha de ficheiros, como "BearShare", "LimeWire" ou "Kazaa". Em muitos casos relacionados com este tipo de pesquisa, os utilizadores encontram páginas onde os ficheiros executáveis destas aplicações incluem adware e barras de ferramentas que a McAfee considera "indesejadas".




Os perigos para o utilizador são maiores quando estes clicam em anúncios pagos apresentados nos resultados das buscas. A McAfee refere que sete por cento destes links são considerados de risco, um valor 1,5 por cento inferior ao registado no ano passado.




Este tipo de ameaça para o utilizador já levou algumas empresas responsáveis pelos motores de busca a apostarem em soluções que minimizem os riscos, através de avisos de perigo quando o internauta tenta aceder a um site possivelmente malicioso.




Notícias Relacionadas:

2007-05-14 - Google alerta para o facto de 10% dos sites alojarem conteúdos maliciosos

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.