Chega ao fim o chamado apoio mainstream para todos os computadores equipados com Windows 7. O serviço de suporte da Microsoft, que junta atualizações de segurança gratuitas e melhorias ao sistema operativo, não irá estar mais disponível para a versão lançada em 2009, mas isso não compromete as atualizações relacionadas com problemas de segurança, asseguradas até Janeiro de 2020.


Quando é lançado um novo sistema operativo pela Microsoft, a gigante de Redmond garante um serviço de suporte que passa pelo lançamento de atualizações para corrigir falhas de segurança e introduzir pequenas melhorias.


Este último tipo de atualizações é o primeiro a desaparecer no ciclo de vida normal do produto e no caso do Windows 7 será desativado a partir desta terça-feira, juntamente com a assistência telefónica: todas as funcionalidades do sistema vão manter-se ativas, deixam apenas de ser lançadas atualizações que possam melhorar funcionalidades já disponíveis, bem como a assistência apoio telefónico.


Já tinha acontecido o mesmo em relação ao Windows Vista em abril de 2012, embora ambas as versões do sistema operativo mantenham o suporte para atualizações de segurança. No âmbito do chamado apoio extensivo, as atualizações de segurança estão previstas para o Windows 7 até 14 de janeiro de 2020 e para o Windows Vista até abril de 2017.


Dados revelados pela Ars Technica em novembro de 2014 mostravam que as versões 7 e XP do Windows eram ainda utilizados por quase 60% dos internautas, seguidos pelos Windows 8 e 8.1 (quase 20%), que ultrapassaram o Windows XP precisamente nesse mês. O software da Apple aparece em quarto lugar na tabela com menos de 10%.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.