De acordo com Satya Nadella, que apresentou esta quarta-feira em Berlim a nova estratégia da empresa para a cloud, a Microsoft vai oferecer aos seus clientes a possibilidade de armazenarem dados em data centers na Alemanha.

O objetivo é que a informação dos governos europeus, clientes empresariais e particulares não fiquem à mercê da NSA, explicou o CEO da Microsoft.

Os novos centros de dados vão estar ao cuidado do grupo Deutsche Telekom, mais precisamente da subsidiária T-Systems. Mesmo a Microsoft só poderá aceder à informação guardada se tiver autorização do cliente em causa ou da T-Systems.

Mesmo com autorização do cliente, a recolha dos dados por parte da gigante tecnológica será sempre feita sob a supervisão da operadora de telecomunicações alemã.

A previsão é a de que os data centers comecem a funcionar na segunda metade de 2016, abrangendo os clientes Microsoft na União Europeia e em alguns outros países da Europa.

A tensão entre a Microsoft e governo dos Estados Unidos aumentou recentemente, depois de um tribunal em Nova Iorque ter obrigado a tecnológica a fornecer cesso aos emails de um cidadão norte-americano armazenados na Irlanda, algo que a empresa recusou-se a fazer.

O anúncio também chega poucas semanas depois de o Tribunal Europeu de Justiça rejeitar o acordo entre os EUA e a União Europeia, que permitia a transferência de dados pessoais da Europa para solo norte-americano ao abrigo do chamado Safe Harbor. 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.