À semelhança do que aconteceu - com mais ou menos polémica - com outras figuras históricas, Muammar Khadafi, o ex-ditador líbio que faleceu a semana passada, dará tema a um videojogo.

A confirmação foi dada pela produtora que assina o título, a norte-americana Kuma Reality Games, em declarações ao blog especializado Kotaku.

Segundo anunciou a empresa, a temática será usada num novo capítulo do jogo Kuma War, a lançar amanhã, que versará sobre a tomada da Líbia, de Sirte, e a captura e morte do ex-líder do país.

"O jogo vai consistir numa missão dos combatentes rebeldes líbios para capturar Khadafi e pôr fim à guerra", explicou um porta-voz da Kuma Reality Games.

Kuma War é um título que recria cenários de guerra contra o terrorismo, onde em maio passado tinha sido incluído um capítulo sobre a morte do ex-líder da al-Qaeda, Osama bin Laden, morto no Paquistão.

A intenção de lançar um capítulo dedicado à captura de Khadafi foi revelada logo após a morte do ditador, tendo sido de imediato agendada a disponibilização para esta terça-feira.

[caption]Imagem: Kotaku[/caption]

Recorde-se que o recurso a personagens inspirados em figuras reais deu, há cerca de um ano, azo a grande polémica quando a Activision decidiu incluir no Call of Duty um capítulo em que a missão dos jogadores era assassinar Fidel Castro. Mesmo que no final se viesse a descobrir tratar-se de um clone do histórico líder cubano, o país não gostou e veio publicamente condenar o jogo, classificando-o como um ataque político ao seu regime.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.