A Nintendo, Microsoft e Toshiba "lideram" - novamente - os últimos lugares da mais recente edição do Guide to Greener Electronics da Greenpeace, por continuarem a usar substâncias perigosas nos produtos que fabricam.

Na origem está o mesmo problema: o uso de PVC (policloreto de vinilo) e BFRs (retardadores de chamas bromados) na composição dos produtos.

Os dois componentes podem produzir substâncias tóxicas quando incinerados em condições deficientes, como acontece na China ou Índia, explica a Greenpeace num comunicado enviado à imprensa.

A Nokia, a Sony Ericsson e a Philips mantêm, respectivamente, a primeira, segunda e terceiras posições do ranking para as fabricantes de electrónica mais amigas do ambiente.

[caption]Guide to Greener Electronics - Outubro[/caption]

A HP (de 8º para 4º), a Samsung (de 13º para 5º)e a Lenovo (de 17º para 14º)conseguiram as maiores subidas na listagem de Outubro face à de Maio. Já a Apple protagoniza a maior queda, passando do quinto para o nono lugar, não por ter perdido pontos, mas porque foi ultrapassada por várias empresas, salienta a Greenpeace.

A LGE e a Toshiba, antes bem classificadas, surgem agora o 14º e o 16º lugar, "mostrando que neste sector caracterizado pela rapidez e a inovação, ficar parado não é suficiente".

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.