A DJI está a comemorar os seus 15 anos com o lançamento de um novo drone no mercado. O drone FPV significa First Person View, o que garante aos pilotos utilizarem um headset que dá acesso à visão direta da câmara, e literalmente, controlarem o aparelho a partir dos seus “olhos”, para uma maior experiência de voo. Tem GPS, sensores para evitar colisões e a capacidade de flutuar no mesmo lugar, assim como travões de emergência, para além do habitual regresso à base.

Curioso é o sistema ADS-B que adiciona uma camada adicional de segurança em espaços mais movimentados, já que alerta os pilotos para a presença de aviões tripulados no seu perímetro.

A sua câmara tem um sensor de 12 MP, capaz de registar um campo de visão de 150º, através do seu gimbal. A câmara consegue captar imagens a 4K a 60 FPS ou 1080p a 120 fps, ideal para vídeos em slow motion até 4X. A marca realça que durante o mesmo voo é possível manter a gravação enquanto se capta fotografias daquilo que o olho do drone regista. Conte ainda com o sistema de estabilização eletrónica RockSteady para imagens menos tremidas.

O novo drone funciona dentro de um ecossistema de produtos, que inclui ainda o controlo remoto, o headset FPV Googles V2 e o Motion Controller. Com este é possível fazer com que o drone imite os movimentos da mão. A fabricante afirma que os pilotos podem ver o que o drone vê quase em tempo real, com baixa latência, e com imagens de alta-definição no visor.

Através da tecnologia OcuSync 3.0 da DJI, é possível comunicar com o drone até 10 quilómetros de alcance, usando duas frequências a um bitrate de 50 Mbps. Além disso, o drone pode comunicar com até oito headsets emparelhados no seu modo Audience, para uma assistência “virtual”.

Em outras características, o drone foi desenhado para pilotos menos experientes e os mais avançados. Há três modos de voo, direcionados à experiência de cada piloto. O Normal oferece uma velocidade máxima de 50 km/h e permite aos pilotos controlarem o aparelho com todos os sensores de deteção de obstáculos ativos. O sistema abranda e para mesmo o drone antes deste colidir.

O modo Manual é direcionado aos utilizadores avançados e apenas recomendado depois de uma boa ambientação ao drone. Os sensores que evitam colisões são desligados, mantendo-se ativo o travão de emergência, caso seja necessário. Caso queira dar espetáculo, através da app Virtual Flight da DJI, os pilotos podem treinar primeiro fazer manobras radicais como flips e rolls com o drone, a velocidades máximas de 140 km/h.

Por fim, o modo Sport situa-se no meio dos dois modos anteriores, dando-lhe um maior dinamismo de controlo, mas com as medidas de segurança do modo Normal. Neste modo pode atingir velocidades até 97 km/h, usando o sistema de planar no mesmo lugar, mas sem os sensores de obstáculos ativos.

O drone tem um preço de 1.399 euros e tem na caixa um comando, um headset, e diversos acessórios e peças suplentes. Pode consultar todas as peças disponíveis, assim como outros acessórios que pode adquirir em separado, incluindo o comando por sensor de movimentos por 149 euros.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.