Atualização: Tal como era previsto, a ESA emitiu o comunicado a cancelar a edição deste ano da E3. Todos os expositores e visitantes vão ser contactados pela organização para resolver as questões de reembolso. A Microsoft já reagiu e revelou que iria mostrar as suas novidades em evento próprio online.

Diversas convenções têm sido canceladas ou adiadas em todo o mundo devido ao surto de coronavírus. Depois do cancelamento do Mobile World Congress, o Game Developers Conference, o F8 do Facebook, o Google I/O; a E3, um dos maiores eventos de videojogos do mundo poderá ser cancelado pelas mesmas razões.

O surto do coronavírus é o culminar de um evento que tem tido dificuldades em realizar-se, com a mesma antecipação de anos anteriores. A Sony já havia confirmado a sua ausência, pelo segundo ano consecutivo, e Geoff Keighley, uma das figuras mais importantes da indústria, o anfitrião do The Game Awards já havia “batido com a porta” no seu envolvimento habitual, por diferenças criativas. Na semana passada, o diretor criativo do certame também havia abandonado a Entertainment Software Association (ESA).

A Bloomberg avança com a informação de que os receios imediatos do vírus obrigaram a organização a cancelar o evento que se realiza habitualmente em junho, e vai procurar explorar opções online para a edição deste ano. A edição deste ano tinha como cabeça de cartaz a nova consola da Microsoft, a Xbox Series X, e claro, a revelação de centenas de novos videojogos.

A ESA ainda não se pronunciou oficialmente, mas poderá fazê-lo esta tarde, segundo é reportado, mas já há editoras a reagir, como a Devolver Digital que escreveu na sua conta do Twitter “todos a cancelar os voos e hotéis para a E3”. Esta semana também foi cancelada a edição do South by Southwest, um festival de cinema, música e multimédia realizada em Austin, no Texas.

O cancelamento dos diversos eventos por precaução contrasta com a realização da conferência de cibersegurança RSA, que se realizou em São Francisco no fim de março. Dois dos participantes foram diagnosticados positivamente com o Covid-19, segundo nota de imprensa da organização. As pessoas em questão são funcionários da Exabeam, uma empresa de cibersegurança californiana. A empresa chama a atenção para as pessoas que visitaram o seu stand durante a feira, para tomarem as devidas medidas de monitorização.

Nota de redação: A notícia foi atualizada às 16:00 com o comunicado oficial da ESA sobre o cancelamento da E3.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.