A tecnologia de inteligência artificial está a ser usada em muitas áreas mas a Outsystems acredita que no mundo do desenvolvimento aplicacional ainda há muito a explorar e por isso acaba de apresentar a plataforma Outsystems.ai, que já está disponível para experimentação gratuita. “Estamos excitados em partilhar convosco algo que acreditamos que vai ser o futuro e que vai trazer muitas transformações”, afirmou António Alegria, head of Artificial Intelligence da Outsystems, que lidera um centro de competências em Lisboa

A plataforma é uma evolução do projecto Turing da empresa, e foi apresentada no NextStep, primeiro em Boston e depois em Amesterdão, ficando disponível para experimentação por parte da comunidade de utilizadores da OutSystems.

“Ninguém está a olhar para a utilização da Inteligência Artificial no desenvolvimento de software”, afirmou António Alegria. Esta é uma das áreas de aposta da tecnológica portuguesa que alcançou recentemente o estatuto de unicórnio e que já é reconhecida como líder nas plataformas low-code, e que defende que a inteligência artificial pode transformar o ciclo de vida de produção de software e acelerar em 25% o trabalho dos programadores.

A equipa de António Alegria está a trabalhar na forma de integrar sistemas de inteligência artificial no desenvolvimento de aplicações, prevendo o passo seguinte e fazendo sugestões sobre a forma de juntar novas funções durante a criação de uma aplicação. Desta forma elimina-se parte do processo mais “chato” da criação de software, onde 70% estão relacionadas com alterações ao modelo, e que são difíceis de gerir.  O processo foi mostrado “ao vivo” no palco do NextStep em Amesterdão, perante uma plateia de cerca de 2 mil pessoas, que incluíam clientes, parceiros e a comunidade de programadores.

E como é feita essa previsão das “peças” a juntar à aplicação durante o desenvolvimento? António Alegria explica que a OutSystems está a usar mais de 12 milhões de padrões de modelos de dados anonimizados, e desta forma podem ajudar os programadores a dar o próximo passo no desenvolvimento de forma mais simples.

Enquanto está a programar o utilizador tem a possibilidade de usar a Outsystems.ai que faz a sugestão automática do código a utilizar nesse caso. “Em mais de 90% dos casos a sugestão é a correcta e damos três opções de topo, dependendo do nível de confiança do sistema”, explica o responsável pela unidade de AI da tecnológica, garantindo que esta é uma mudança que pode ter grande impacto na produtividade das equipas de desenvolvimento, porque é um assistente que está sempre presente e pronto a ajudar.

“Este é apenas o primeiro passo. Estamos a abrir a plataforma a quem se quiser registar para testar”, adiantou António Alegria, explicando que este é um processo contínuo e que a ideia é trazer mais pessoas a bordo. O registo pode ser feito online no site da empresa.

A OutSystems está a trabalhar também com professores especializados em Inteligência Artificial do Instituto Superior Técnico e da CMU para desenvolver a plataforma e pode vir a formalizar um acordo com estas universidades.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.