Tendo como ponto de partida, a declaração do Conselho Europeu de Dublin, de Junho de 1990, que defende que "o ambiente depende da nossa acção colectiva; o ambiente do futuro depende da forma como agimos no presente", a PC Old em conjunto com a 2ndmarket viabiliza um projecto de triagem, reciclagem, e reutilização de lixo eléctrico e electrónico em Portugal, consumando a venda de computadores com teclado e monitor por apenas 174 euros ou 35 contos.


A PC Old é uma empresa cem por cento portuguesa, sedeada em Rio Meão ao pé de Porto e nas instalações da 2ndmarket, que iniciou a sua actividade no principio de Dezembro, com cinco funcionários. Esta empresa disponibiliza diversos equipamentos, como PCs, portáteis, impressoras, faxes, fotocopiadoras, centrais telefónicas, telemóveis e outros componentes usados a baixo custo, tendo como mercado-alvo as PMEs, escolas e mercado externo. O seu cartão-de-visita é o preço mínimo de um PC com teclado e monitor que ronda os 174 Euros ou 35 contos.

Luísa Maria Torres, directora da PC OLD, sustenta que a abertura deste novo mercado é a melhor forma de combater a info-exclusão pois permite o acesso às Tecnologias da Informação a um público muito mais vasto", acrescentando que "por outro lado, há uma reutilização de equipamento 'verde' (reciclável) recolhido pela 2ndmarket e a utilização das respectivas instalações, conforme protocolo de parceria".

"A PC Old quer revolucionar o segmento de usados e por isso disponibilizará, em breve, potencialidades de comércio electrónico no seu site institucional, futuramente no endereço www.pcold.com.pt", sublinhou Luísa Torres.

Relativamente a expectativas, aquela responsável garante que são as mais optimistas, "uma vez que sem endereço electrónico já efectuámos algumas vendas e iremos apostar em equipamentos com uma rotação muito elevada, para além disso teremos uma cadeia de consumidores de produtos reciclados".

No campo da protecção ambiental, a Comissão Europeia (CE) apresentou uma directiva para o lixo eléctrico e electrónico e ainda uma proposta de directiva para a restrição da utilização de algumas substâncias perigosas no fabrico deste tipo de material, que entra em vigor em 2006 (no caso da reciclagem do lixo) e em 2008 (na restrição de substâncias), englobando o material electrónico utilizado em informática e telecomunicações, bem como outro tipo de electrodomésticos como máquinas de lavar, frigoríficos, brinquedos e televisores, entre outros.

Através de doações de equipamento a 2ndmarket, tal como outras empresas de reciclagem do género já existentes em Portugal, cumpre o objectivo da reciclagem de PCs e de outros componentes. Por todo o país haverá pontos de recolha de material usado da 2ndmarket, actualmente a partir da sua sede na região Norte, estando previsto para breve que o mesmo se faça mais a sul através de uma outra empresa ainda não determinada.

Para as empresas e particulares que tiverem material informático que queiram substituir, existe ainda a alternativa de utilizarem o Estatuto do Mecenato, em vigor desde Dezembro de 2000, permite que as empresas possam doar computadores, software ou periféricos, sendo compensadas a nível fiscal, no âmbito do Programa de Mecenato do Governo.

Dulce Mourato



Notícias relacionadas:

2001-11-12 - Empresas doam computadores para as escolas

2001-07-08 - Empresa portuguesa aposta na reciclagem de lixo eléctrico

2001-06-22- HP anuncia serviço de reciclagem

2000-12-12 - Microsoft e IBM juntas na reciclagem de PCs

2000-06-15 - Lixo electrónico e eléctrico reciclado até 2006

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.