O TeK já falou do Printoo e do Bitalino. São dois projetos de tecnologia modular que estão a ser muito bem recebidos além-fronteiras: o Printoo da Ynvisible conseguiu três vezes mais dinheiro do que aquele que pedia no Kickstarter e o Bitalino está a ser usado nos laboratórios do MIT, da Samsung e da Boing.



O gestor de novos produtos da Ynvisible, Manuel Câmara, explica que apesar de atuarem na mesma área, o Printoo e o Bitalino não são projetos concorrentes, o que abre espaço para uma exploração de sinergias. O Printoo trabalha no mercado emergente da eletrónica impressa, enquanto o Bitalino trabalha com sensores para a área da saúde.



Na realidade são mais os pontos que os unem do que aqueles que os separam: destinam-se os dois à comunidade maker nacional e internacional, e têm o objetivo comum de tornar a tecnologia mais acessível para o maior número de pessoas possível.



O primeiro ponto onde será visível a parceria entre as duas tecnológicas vai ser no lançamento de um módulo de baixo custo que permitirá interligar as duas tecnologias de forma simples. Manuel Câmara explicou ao TeK que os mais versados em engenharia eletrónica não vão precisar deste módulo para fazer a ligação, mas que o mesmo vai tornar mais intuitivo o aproveitamento das duas tecnologias.



O que pode sair desta combinação? Pulseiras inteligentes, braçadeiras, joelheiras... Em resumo, todo o tipo de tecnologia que seja vestível. Com o Printoo e o Bitalino será possível criar uma smart band que ao mesmo tempo consegue registar os batimentos cardíacos dos utilizadores e até medir os sinais musculares.



Manuel Câmara fala da parceria como parte de um movimento mais amplo que se está a formar, um grupo que está a explorar e está a estimular a criação de um ecossistema tecnológico de Portugal para o mundo.



Um terceiro elemento vai chegar a esta equipa de startups tecnológicas – a Beeverycreative, empresa de Aveiro que tem a primeira impressora 3D portuguesa, também se vai juntar à iniciativa para ajudar a expandir a comunidade de criadores tecnológicos lusos.



Campanha do Printoo quase a chegar ao fim



Faltam três dias para que o projeto Printoo deixe de poder receber contribuições através do Kickstarter. Com o dinheiro a mais angariado a startup Ynvisible, um spin-off da Ydreams, conseguiu chegar a mais empresas de eletrónica impressa.



Se ainda atingirem os 75 mil dólares, o Printoo também vira acompanhado com duas etiquetas NFC da SmartTag. Para os apoiantes da iniciativa está já garantido a incorporação de uma tinta emissora de luz – uma tecnologia que no futuro vai permitir criar embalagens que luminosas.



O Printoo vai também nas próximas semanas chegar a alguns beta testers, entre os quais está o projeto vencedor do Codebits, o NeLo.

Rui da Rocha Ferreira


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.