Afinal as rivais da Microsoft no mercado dos browsers não estão satisfeitas com a opção de dar ao utilizador a escolha do browser na configuração inicial do Windows 7.

A Opera Software, Mozilla e Google enviaram cartas à Comissão Europeia a contestar a proposta e a sugerir alterações. O problema não está tanto na possibilidade de escolha, que é bem vinda, mas sim o facto de esta ser feita já dentro do Internet Explorer, escreve a imprensa internacional.

"Se queremos providenciar um nível de concorrência equilibrado não queremos ser apresentados como subservientes ao Internet Explorer. Não ia querer um sistema de escolha que apresentasse o logo do principal rival no canto superior esquerdo, pois não?", explica Hakon Wium Lie, CTO da Opera, ao Computerworld.

O sistema já tinha sido aprovado pela Comissão Europeia e garante aos novos utilizadores do Windows na Europa a possibilidade de escolherem qual o browser que querem instalar, sendo apresentadas cinco possibilidades. Uma imagem preliminar na janela apresentada foi mostrada ainda em Julho e está representada abaixo.

[caption]Nome da imagem[/caption]

A Comissão Europeia ainda fez várias alterações à proposta preliminar da Microsoft.

A Opera, que iniciou a queixa que levou a Comissão Europeia a exigir possibilidade de escolha do browser dentro do Windows, quer que a opção seja dada aos utilizadores dentro de uma aplicação especialmente desenhada para esse efeito, e não no Internet Explorer.

A Mozilla faz uma sugestão semelhante, mas as críticas têm surgido de vários quadrantes, inclusive sobre o alinhamento dos browsers nesta opção aberta aos utilizadores, com alguns a acusarem até a escolha da ordem alfabética de dar preferência ao browser da Apple.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.