Em resposta aos maus resultados obtidos, a Sony anunciou ontem, em Paris, que irá abandonar o mercado europeu e norte-americano dos computadores de bolso até ao final do ano. "A Sony está a reconsiderar a sua evolução no mercado dos PDAs tradicionais e não introduzirá novos modelos na Europa e nos Estados Unidos a partir deste Outono", confirmou uma porta-voz da fabricante, citada pela imprensa internacional.



Com as vendas do seu modelo Clié circunscritas ao Japão, a estratégia da gigante da electrónica de consumo passa agora por uma aposta mais acentuada nos dispositivos móveis capazes de correr conteúdos multimédia, como os smartphones. "Continuamos a considerar os dispositivos móveis como um dos principais pilares da nossa estratégia de crescimento de negócio", afirmou a porta voz da Sony, salientando que nesta altura há que "refocalizar esforços".



Segundo as análises de mercado, as vendas da linha de PDAs da Sony têm sido uma desilusão, à medida que os consumidores preferem investir nos chamados smartphones que integram todas ou a maioria das funções disponíveis num PDA tradicional e lhes acrescentam outras.



De acordo com a Gartner, as vendas globais de PDAs baixaram 5,3 por cento no ano passado. No primeiro trimestre de 2004, as vendas do Clié diminuíram em 45 por cento face a idêntico período do ano anterior, enquanto as vendas dos telemóveis Sony Ericsson aumentaram 19 por cento para os 260.870 ultrapassando os PDAs Clié em volume, segundo dados da Canalys.



Notícias Relacionadas:

2003-07-23 - Smartphones lideram crescimento de vendas de aparelhos de comunicação móvel

2003-06-17 - Sony prepara renovação da gama de PDAs Clié para Julho

2002-07-26 - Vendas trimestrais de PDAs descem mais uma vez

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.