A Sun apresentou ontem novos produtos e serviços, disponibilizados segundo uma nova filosofia que a breve prazo introduzirá alterações profundas no modelo de negócio da empresa. Jonathan Schwartz, presidente da Sun, admitiu que as ofertas ontem apresentadas constituem um primeiro passo na introdução de um novo modelo de negócio que a empresa considera uma evolução normal e se prepara para vir a implementar.




A ideia é disponibilizar software e serviços mediante uma subscrição, paga regularmente, que prevê as actualizações necessárias da oferta, tornando o hardware gratuito e uma peça secundária na solução.




A ideia não é nova e foi já defendida por Bill Gates e posta em prática por concorrentes como a IBM ou a HP com as designações on demand computing ou adaptive enterprise. Simplificando, o conceito defende que a prazo o hardware irá tornar-se gratuito e o software e serviços, que constituem o seu valor acrescentado, serão cada vez mais integrados, aptos a responder às necessidades de cada cliente e mais baratos.




A Sun, e nomeadamente Schwartz, à semelhança do que tem sido feito pela sua concorrência, pensou também num nome sobre o qual pretende designar o mesmo conceito e vai chamar-lhe network services.




Antes dos lançamentos anunciados na passada segunda-feira, a empresa tinha já levado a cabo uma primeira experiência deste modelo com a disponibilização de um servidor de gama média de forma gratuita para a comunidade de programadores, que pagam apenas pelo conjunto de serviços e software utilizado.




Do leque de novos produtos fazem agora parte um serviço de armazenamento de dados pay-for-use, com preços desde 2 cêntimos de dólar mensais por megabyte guardado, que inclui serviços de instalação, suporte e licenças de software.




A Sun aproveitou também para apresentar uma nova versão do Java Enterprise System para Governos, suportado por um modelo de pagamento por utilizador com valores desde 33 cêntimos. Finalmente, foi apresentada uma nova versão do Java Desktop System que pretende competir com a Microsoft na área de sistema operativo para desktop e cuja principal novidade são um leque de ferramentas de gestão que dão ao utilizador maior controle sobre o sistema.




A nova visão de negócio da Sun é considerada pelos analistas uma resposta à perda de terreno que a empresa sofreu nos últimos anos para concorrentes como a Intel nos chips, do Linux no sistemas operativos abertos e da Microsoft no software em geral.




Notícias Relacionadas:

2002-10-31 - Nova visão estratégica da IBM aposta na informática como serviço

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.