A fabricante norte-americana comprou a DeepScale, uma startup que desenvolve sistemas de deteção em Inteligência Artificial para veículos autónomos, avança a CNBC. O negócio ainda não foi confirmado oficialmente, no entanto, o CEO da DeepScale anunciou na sua página de LinkedIn e no seu Twitter que se tinha juntado à equipa do programa Autopilot da Testa nesta semana.

Recorde-se que em abril deste ano Elon Musk, o CEO da Tesla, anunciou no Autonomy Day que a empresa tem planos para lançar um serviço de táxis robot já em 2020. A ideia é que seja possível manter um serviço de transporte privado que opere exclusivamente com recurso a carros autónomos.

A compra da DeepScale enquadra-se no plano da fabricante norte-americana de criar uma plataforma como a Uber com veículos autónomos, especialmente depois da saída de vários engenheiros do programa Autopilot da Tesla em maio deste ano.

A DeepScale desenvolveu um sistema de deteção que combina redes neurais artificiais com processadores para automóveis, o qual permite a um carro autónomo “ver” aquilo que o rodeia. A tecnologia poderá levar a Tesla conseguir produzir carros totalmente autónomos que não utilizam sistemas LiDAR para detetar o ambiente à sua volta.

Os automóveis da empresa de Elon Musk recorrem a um chip de automação integrado em combinação com vários sensores espaciais e um conjunto de câmaras para localizar o carro em relação aos obstáculos circundantes.

Atualmente, os automóveis desenvolvidos pela Tesla não são considerados totalmente autónomos. De acordo com os seis níveis de autonomia da Society of Autonomous Engineers, estes encontram-se no “nível dois”, pois os seus condutores ainda controlam a condução.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.