A Polícia Judiciária deteve três cidadãos romenos por contrafacção de cartões de crédito e burla informática. Os dois homens, com idades entre os 34 e os 42 anos, tinham montado dispositivos de captação de dados em máquinas ATM para clonar cartões, que posteriormente eram usados para realizar levantamentos em dinheiro.

Quando foram detidos, os suspeitos - que estavam em Portugal há cerca de um mês - tinham na sua posse cartões contrafeitos, dispositivos de captação de dados, computadores e um automóvel, detalha um comunicado de imprensa da Polícia Judiciária.

As detenções, realizadas pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção - Secção Central de Investigação de Moeda e Falsificações, foram consumadas nos dias 13 e 14 de Agosto e os homens estão já em prisão preventiva.

Fonte oficial da judiciária acrescenta que os levantamentos efectuados graças ao esquema atingiram pouco mais de 2 mil euros.

Em Maio deste ano a Judiciária divulgava números relativos às queixas associadas à fraude com cartões de crédito. Nessa altura um inspector daquela polícia admitia que desde Outubro do ano passado as queixas associadas a este tipo de crime tinham aumentado 200 por cento, para uma média de 40 queixas por mês.

A maior parte dos crimes está associada a burlas na Internet, mas a clonagem de cartões também contribui para o valor apurado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.