Cinco meses após o lançamento do Windows 11, a Microsoft ainda não fez um balanço do número de utilizadores e máquinas que adotaram o novo sistema operativo. Lembrando que todos os computadores com uma versão legítima do Windows 10 instalada poderiam fazer o upgrade gratuito para o novo sistema operativo, a Microsoft ainda tem muito trabalho pela frente.

Apesar de um bom início no seu lançamento, o número de utilizadores está praticamente estagnado há vários meses, segundo a conclusão dos analistas, destacando que o Windows 11 não está a cumprir as expetativas da Microsoft. Numa sondagem feita pela AdDuplex em dezembro de 2021, numa amostra de 60 mil computadores, o Windows 11 estava instalado em 8,6% das máquinas. Na mais recente sondagem, a empresa destaca que o número duplicou, estando instalado em 19,4% das máquinas (e mais 0,6% em máquinas do programa Insiders). No entanto, salienta que o número é basicamente o mesmo que no mês anterior de fevereiro, que tinha registado 19,3%.

Windows 11

Na análise da StatCounter, a quota do Windows 11 em versão Desktop não é mais otimista. Em dados de março de 2022, o Windows 11 estava instalado em 8,45% das máquinas. Número que encaixa aos valores de dezembro. O Windows 10 continua nos 74% e à sua frente ainda está o Windows 7 ainda instalado em 12% das máquinas.

Veja na galeria as mais recentes novidades do Windows 11:

Existem alguns fatores que explicam esta estagnação. Em primeiro, a popularidade do Windows 10 continua muito elevada, com muitos utilizadores a preferirem esperar por versões mais estáveis do novo sistema operativo, como aliás é comum na passagem de cada geração. A versão 21H2 do Windows 10 tem ganho mais popularidade, além de que a Microsoft vai manter o suporte desta versão até 2025. E muitas empresas devem começar a mudar para o Windows 11 apenas em 2023, segundo reportava o Computer World em dezembro, citando o investigador da Gartner, Steve Kleynhans.

Mas o principal fator que tem vindo a abrandar a instalação do Windows 11 é os seus requisitos mínimos, sobretudo a questão do chip de segurança que muitos portáteis chumbaram. Prevê-se que o Windows 11 tenha de percorrer uma maratona para ganhar mais utilizadores. Ainda assim, ironicamente, os analistas afirmam que o Windows 11 está a ter um desempenho melhor de lançamento do que o Windows 10 no seu lançamento há quase sete anos.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.