Ruslan Stoyanov foi detido em dezembro mas só esta semana é que o acontecimento ficou a ser conhecido, de acordo com a BBC News. Suspeita-se que o informático tenha recebido dinheiro de entidades estrangeiras para divulgar informações sensíveis.

A detenção acontece no âmbito de uma investigação levada a cabo pelas forças policiais russas e que resultou também na detenção de um oficial do serviço de inteligência russo FSB.

A Kaspersky Lab afirma que o caso nada tem a ver com o trabalho desenvolvido por Stoyanov na empresa e que a investigação de que está a ser alvo antecede a sua carreira naquela que é uma das maiores produtoras de software do mundo.

Segundo consta, o informático trabalhou como chefe da unidade de cibersegurança do Ministério do Interior da Rússia entre 2000 e 2006.

O site Ars Technica adianta que Stoyanov foi preso sob o Artigo 275 do Código Penal russo, que dita que pessoas que tenham fornecido apoio financeiro ou técnico a entidades ou países que Moscovo considere inimigos podem ser acusadas de traição.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.