Cerca de 250 mil dólares - ou 177 mil euros à taxa de câmbio actual - é quanto terá custado aos cibercriminosos a disseminação, nos Estados Unidos, do malware usado para criar aquela que vem sendo apontada como a botnet mais sofisticada até à data, a TDL-4.

O valor é avançado pelos especialistas da Kaspersky. De acordo com a empresa de segurança informática, o número é calculado com base no total de infecções registadas só nos primeiros três meses do ano, onde os EUA figuram como o território maioritariamente afectado.

"Tal como nas versões anteriores, o TDL-4 distribui-se principalmente através dos chamados programas de parceria", explica a empresa, "os criadores do malware não expandem a rede de computadores infectados pessoalmente, mas pagam a terceiros para que o façam por eles".

Por cada mil programas maliciosos instalados, os parceiros recebem entre 20 e 200 dólares, apuraram os especialistas em segurança.

Embora o valor possa variar em função de termos e condições particulares, feitas as contas, estimam que, nestes primeiros três meses de 2011, o investimento levado a cabo por parte dos cibercriminosos se situe nos 250 mil dólares para as infecções em território norte-americano.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.