O caso remonta a 2007 mas só agora veio a público. Piratas informáticos conseguiram aceder indevidamente ao sistema informático da segurança social brasileira e ter acesso a diversos dados confidenciais de cidadãos brasileiros.



No leque de contas hackadas estava a de Lula da Silva, presidente do país. Os piratas usaram os dados e conseguiram mesmo fazer um empréstimo bancário tirando partido dessa informação, de acordo com a imprensa brasileira. O valor usado em nome do presidente foi de 5 mil reais (2,2 mil euros).



O promotor de justiça brasileiro admite agora que terá sido a descoberta do caso pelo presidente que terá accionado a investigação.



As autoridades acabaram por concluir que o dinheiro desviado através do empréstimo fraudulento foi depositado em contas bancárias no Rio Grande do Sul. Os criminosos que roubaram Lula é que ainda não foram identificados.



O Ministério da Previdência assegura que já foram tomadas medidas para aumentar entretanto a segurança do site, embora também acrescente que até à data não foi possível comprovar a invasão da plataforma, como causa da questão.



Nota de redacção: Corrigida referência a Lula da Silva, que só é substuido na presidência brasileira a 1 de Janeiro de 2011, data da cerimónia de tomada de posse de Dilma Rousseff.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.