O Estudo em Casa 2020/2021 começou hoje com novidades para ajudar os estudantes portugueses a tornarem-se mais autónomos em novos blocos como Educação Tecnológica e Cidadania e Desenvolvimento. De acordo com o Ministério da Educação, a nova fase terá uma “incidência particular” no Ensino Básico, acompanhando o calendário escolar definido.

Em comunicado, o Ministério explica que, agora, o Estudo em Casa passa a ter um novo bloco de “Orientação para Trabalho Autónomo” que “provém da consciência da necessidade de desenvolver nos alunos formas de autorregulação e de aprofundamento das aprendizagens”. Assim, o novo bloco promete ir “ao encontro da progressiva evolução da área de competências de «Desenvolvimento pessoal e autonomia»”.

O Ministério defende também a “importante autonomização do 1.º e do 2.º anos, que decorre da necessidade de adequação às especificidades deste início de ciclo, marcado pela aquisição da escrita e da leitura”.

Os conteúdos diários serão compostos por blocos de cerca de 30 minutos, num total de 75 blocos semanais. As transmissões vão ocupar a grelha da RTP Memória, das 09:00 às 16:30, com conteúdos que fazem parte das Aprendizagens Essenciais. À semelhança do ano anterior, os blocos da manhã são dedicados aos 1º e 2º ciclos e os da tarde ao 3º ciclo.

Grelha Estudo em Casa 2020/2021

Neste ano, há também novos conteúdos destinados ao secundário, uma vez que o programa foi alargado aos jovens deste nível de ensino. O Ministério indica que “para esta modalidade, foram operacionalizadas algumas alterações ao modelo do Ensino Básico. Apesar de este nível de ensino ter a mesma equipa educativa e o mesmo número de blocos semanais, estes serão organizados em blocos temáticos que podem ser abordados sequencial ou isoladamente”.

Na televisão, as transmissões do Estudo em Casa para o Ensino Básico podem ser acompanhadas na RTP Memória, disponível na posição 7 (TDT), 100 (MEO), 19 (NOS), 17 (Vodafone) e 13 (NOWO). Os conteúdos podem também ser acompanhados através do website do Estudo em Casa, onde além de poderem encontrar a emissão de cada dia on demand, os estudantes podem consultar módulos individualizados.

A partir de novembro, todos os novos conteúdos do Estudo em Casa 2020/2021 vão ficar disponíveis acessíveis na RTP Play, assim como na aplicação dedicada para poderem ser usados como “reforço das aprendizagens, especialmente em contexto fora da sala de aula”, indica o Ministério da Educação.

A aplicação Estudo em Casa está disponível na Play Store, na App Store e na AppGallery da Huawei.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.