A Comissão Federal de Comunicações (FCC) dos EUA anunciou esta segunda-feira que o seu site foi alvo de ataques DDoS (distributed denial-of-service) depois de John Oliver ter criticado as decisões da autoridade na última edição do seu programa.

O apresentador britânico apelou a que os espectadores invadissem o site da entidade reguladora com comentários contra as intenções da FCC que se prepara para reverter as regras que garantem a neutralidade da internet junto das operadoras norte-americanas. O programa foi transmitido no último domingo, dia 7 de maio.

John Oliver apoia a luta pela neutralidade da internet
John Oliver apoia a luta pela neutralidade da internet
Ver artigo

As propostas em causa vão a votos no próximo dia 18 e foram reveladas pelo novo líder da FCC, Ajit Pai. De acordo com Oliver estas pretendem eliminar as medidas implementadas durante a presidência de Barack Obama que dão mais poder de regulação ao governo sobre as empresas fornecedoras de internet.

A aprovação deste novo documento pode alterar a forma como cada operadora oferece os seus serviços, habilitando-se a garantir a liberdade plena de privilegiar o tráfego para determinadas plataformas e aplicações.

Para além dos ataques DDoS, os espectadores do The Last Week Tonight responderam ao apelo do humorista com mais de 100 mil comentários deixados no site da FCC. Para facilitar o protesto, o programa chegou mesmo a comprar o domínio gofccyourself.com, que redirecionava todos os visitantes para a página de comentários da autoridade norte-americana. De acordo com a própria comissão, o número podia ter sido maior se os denial-of-service não tivessem sido perpetrados.

A Reuters abordou a agência para comentar o caso, mas esta recusou-se a fazê-lo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.