Em Portugal, são já 3,4 milhões os clientes residenciais de serviços de internet de alta velocidade, mais 7,1% do que no período homólogo de 2021. O número é da ANACOM e diz respeito ao aferido no final do primeiro semestre de 2022.

Isto significa que cerca de 82% das famílias já dispõem de subscrições de serviços de alta velocidade em local fixo. A tendência para a contratação dos mesmos é maior em Lisboa, nos Açores, Madeira e Algarve, ao passo que a penetração se mantém mais baixa no Norte, Centro e Alentejo, embora seja importante ressalvar que estas últimas sejam as regiões onde se verificou um crescimento acima da média nacional.

tek anacom

A autoridade adianta ainda que nove em cada dez novos clientes de redes de alta velocidade optaram por contratar um serviço suportado em redes de fibra ótica, o que ajuda a justificar que 51% dos acessos do género sejam registados com velocidades de download entre os 100 e os 400 Mbps. 31% dos acessos foi feito com uma velocidade compreendida entre os 400 Mbps e 1 Gbps e 5% navegou acima de 1 Gpbs (mais 2,8% do que em igual período de 2021).

A ANACOM estima que, no mínimo, cerca de 5,9 milhões de alojamentos estejam cablados com uma rede de alta velocidade, mais 1,4% que no mesmo semestre do ano anterior. Por região, a cobertura na área metropolitana de Lisboa, na Madeira e nos Açores foi superior à média nacional. Por outro lado, realça-se o crescimento do número de alojamentos cablados verificado no Algarve (+4,2%), Centro (+3,1%), Alentejo (+2,5%) e no Norte (+1,7%), regiões onde a cobertura de redes de alta velocidade se aproximou da média nacional, o que ajuda a reforçar a coesão territorial.

Em suma, o número de alojamentos cablados com fibra ótica chegou já aos 5,8 milhões, mais 2,7% do que no período homólogo, tendo atingido uma cobertura de 90,4%.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.