A empresa diz que identificou transferências de mais de 1,6 milhões de dólares em criptomoedas para contas associadas a estas fraudes e alerta para os riscos associados.

A situação não é nova e habitualmente os esquemas fraudulentos aproveitam eventos recentes e apelam à generosidade dos utilizadores para tentarem extorquir dinheiro. A ligação a atos recentes e a utilização de imagens de guerra, assim como a urgência da situação e o recurso a uma linguagem emotiva fazem parte do modo de operação mais frequente. 

A Netcraft diz que, poucos dias depois do ataque do Hamas a Israel, a 7 de outubro, a que se seguiram retaliações do exército israelita, começaram a surgir esquemas fraudulentos que se aproveitam do conflito em Gaza. As campanhas são diversas e vão de pedidos de doações, habitualmente em criptomoedas, até casos que tentam mesmo esvaziar as carteiras virtuais das vítimas com crypto drainers.

A mobilidade das campanhas, que surgem e desaparecem, e conteúdos que mudam constantemente, fazem parte das técnicas usadas e a Netcraft verificou mesmo situações em que a campanha mudou completamente no espaço de uma semana.

Veja alguns exemplos das fraudes que foram identificadas

Na análise da Netcraft refere-se que o uso de criptomoedas é frequente e que mesmo no início da guerra na Ucrânia foram identificadas grandes campanhas de emails fraudulentos que simulavam ser assinados pelo presidente Volodymyr Zelenskyy e a Cruz Vermelha.

Normalmente o pedido é para que as doações sejam feitas para uma ou mais carteiras de criptomoedas, mas em alguns casos, em que a carteira está ligada ao browser, existe o risco de crypto drainers esvaziarem toda a carteira.

Cibersegurança de A a Z. Um glossário para ajudar a compreender alguns dos termos mais complexos
Cibersegurança de A a Z. Um glossário para ajudar a compreender alguns dos termos mais complexos
Ver artigo

Na última semana o conflito de Gaza levou à criação dos dois tipos de fraudes, tendo sido criados ainda alguns sites específicos para atrair utilizadores, como o mission-israel[.]comhelp-palestine[.]onlinelebanonneedhelp[.]online, e egypthelp[.]online.

A Netcraft acredita que são produzidos por um único hacker porque os pedidos redirecionam para a mesma conta de criptomoedas e o endereço IP é o mesmo, para além do design dos sites ser semelhante.

Para evitar cair neste tipo de esquemas é importante verificar se os destinatários de doações são entidades credíveis e não seguir ligações que possam ser suspeitas. Veja alguns conselhos sobre como reforçar a sua proteção online.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.