É comum dizer-se que é mais fácil entrar em Harvard do que conseguir um emprego na gigante de Mountain View, no entanto a Google é, pelo quinto ano consecutivo, a empresa número um para os estudantes de universidades de topo como essa mesma Harvard, Stanford e MIT quererem trabalhar.

A conclusão é de um estudo da empresa de software educativo Piazza que aponta elementos como o facto da missão da empresa ser clara e de ser considerada mais do que um local de trabalho como determinantes para esta opção, noticia o Business Insider.

O Facebook, que em 2016 era o quarto lugar mais desejável entre os estudantes para se trabalhar, caiu um posto em 2017.  Este ano, o mesmo estudo revela que menos 4% dos alunos estavam interessados em ocupar um lugar na empresa de Zuckerberg, atirando-a para um sétimo lugar.

tek gráfico

Apesar de não indicar se os alunos perderam ou não o interesse em trabalhar para o Facebook como resultado direto do escândalo da Cambridge Analytica, um responsável pelo estudo explicou que os estudantes universitários estão atentos à forma como as tecnológicas são retratadas na universidade e pelos meios de comunicação.

A empresa de software educativo entrevistou 150 mil estudantes de mais de 600 escolas na América do Norte.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.