O supermercado do grupo Auchan volta assim a repetir o primeiro lugar do pódio conseguido em 2016 na análise deste ano, publicada na edição de junho da revista Proteste.

Pela tabela construída a partir dos resultados obtidos este ano, o Continente consegue uma excelente recuperação, subindo três posições no ranking dos supermercados online mais baratos do país, instalando-se no segundo lugar.

O Intermarché assume a terceira posição, ficando o El Corte Inglés e o Froiz relegados para os últimos lugares da tabela, respetivamente em quarto e em quinto.

O cabaz para as lojas online foi o mesmo utilizado nas compras offline: 243 produtos dos mais vendidos em supermercado, nas diferentes categorias entre frescos, congelados, mercearia e produtos de higiene pessoal e do lar, incluindo marcas de fabricante (62%) e marcas próprias de gama média de cada uma das lojas (38%), “seguindo as tendências de consumo em Portugal”.

Na análise deste ano, a Deco Proteste diz ter recolhido um total de 86.491 preços em 483 lojas de todo o país, entre janeiro e abril.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.