No ano passado, a Linha Internet Segura deu resposta a 1.522 processos. Chegaram ao serviço coordenado pela Associação Portuguesa de Apoio à Vítima 731 pedidos de apoio por parte de vítimas de cibercrime e outros tipos de violência digital. “Este é um aumento significativo face ao ano anterior, seguindo a tendência de crescimento dos últimos anos”, sublinha uma nota divulgada esta terça-feira pela instituição, para assinalar o Dia da Internet Mais Segura.

Os crimes de burla e a violência associada à ameaça de partilha de conteúdo íntimo foram os dois grupos de casos mais referenciados ao serviço. As situações de burla motivaram 332 dos contactos recebidos, com destaque para casos relacionados com comércio online e burlas românticas, entre outros, como é possível perceber pelo infográfico.

Nos casos de violência sexual baseada em imagens, que geraram 184 contactos, o maior destaque vai para as situações de sextortion (99 contactos), casos onde a vitima é coagida a enviar conteúdo íntimo ou quantias em dinheiro ao agressor, para evitar a partilha de imagens intimas. O número de contactos referentes a crimes sexuais contra crianças também aumentou no último ano, com destaque para as situações de aliciamento de menores para fins sexuais e pornografia de menores.

Deepfakes com imagens sexuais alastram em Portugal. Autores são muitas vezes conhecidos
Deepfakes com imagens sexuais alastram em Portugal. Autores são muitas vezes conhecidos
Ver artigo

Os dados referidos acima são referentes à vertente Helpline do serviço, que presta apoio às vítimas de cibercrime e dá aconselhamento para práticas mais seguras online. Na vertente Hotline, a plataforma para a denúncia de conteúdos ilegais da Linha acolheu 791 queixas. A maior parte (621) relativas a conteúdo de abuso sexual de menores. “Desde o início da pandemia estas formas de violência são as que mais têm aumentado, quer a nível nacional quer mundial”, contextualiza a APAV.

Neste material de abuso sexual de menores online, o destaque vai para conteúdo auto-produzido por parte de crianças e jovens, “muitas vezes é conseguido através de manipulação perpetrada por adultos (grooming)”.

A Linha Internet Segura está disponível através do número 800219090 (em dias úteis, entre as 8h00 e as 22h00) e através do email linhainternetsegura@apav.pt. O canal de denúncias está disponível online. O serviço é gratuito.

Este artigo integra um Especial que o SAPO TEK está a publicar ao longo desta semana sobre O lado "menos bonito" da inteligência artificial.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.