Os consumidores portugueses poderão, em breve, adquirir aplicações pagas no Android Market. Portugal faz parte do conjunto de 18 países a quem a Google alargou este tipo de oferta, antes disponível apenas em determinados mercados.

Argentina, Bélgica, Brasil, República Checa, Dinamarca, Finlândia, Hong Kong, Índia, Irlanda, Israel, México, Noruega, Polónia, Rússia, Singapura, Suécia e Taiwan, além de Portugal, juntam-se agora a países como os Estados Unidos, Espanha e Alemanha, perfazendo um total de 32 mercados onde é possível comprar conteúdos vários para dispositivos Android.

Ao mesmo tempo, os programadores portugueses passam também a poder vender aplicações na appstore Android para 29 países, mas já a partir desta sexta-feira. Os conteúdos podem ser comercializados apenas num dos países onde o Android Market está disponível ou em todos eles.

A expansão da oferta "vem permitir disponibilizar mais aplicações - incluindo jogos e aplicações sociais e de produtividade - aos consumidores e trazer novas oportunidades de negócio aos programadores", refere a Google num comunicado enviado è imprensa.

Segundo números avançados pela gigante da Internet, o Android Market conta, actualmente, com mais de 80 mil aplicações, entre conteúdos pagos e gratuitos aos quais se pode aceder directamente através dos dispositivos que integrem a plataforma.

No site AndroLib a contagem para as aplicações destinadas à plataforma móvel da Google está acima das 136 mil, ainda longe das 250 mil sugeridas para a líder AppStore.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.