Já se chamou Google Editions e agora mudou de nome para Google eBooks, de modo a reunir várias funcionalidades relacionadas com os livros electrónicos, nomeadamente, uma loja. O serviço estreia nos Estados Unidos e será alargado a novos mercados no início do próximo ano.

Através do eBooks, os utilizadores do serviço vão poder pesquisar e adquirir livros na loja de livros electrónicos da empresa ou através de qualquer um dos livreiros parceiros da Google.

Todos os conteúdos adquiridos neste serviço ficam disponíveis numa livraria pessoal do utilizador e podem ser lidos em vários dispositivos, já que o serviço funciona através do conceito de "cloud publishing".

Os livros podem ser lidos no computador, com a ajuda do Google Web Reader, ou em telemóveis e tablets com Android ou o iOS, da Apple, recorrendo às Google Books Apps.

"O Google eBooks vem tornar mais fácil aos autores e aos editores encontrarem novos públicos para os seus livros e aos leitores encontrarem, comprarem e lerem livros na maioria de dispositivos", refere a gigante da Internet num comunicado enviado à imprensa.

Quando o projecto foi inicialmente lançado, em 2004, tinha como objectivo "disponibilizar online, e de forma acessível e útil, a informação armazenada nos livros de todo o mundo".

Desde essa altura, a Google já digitalizou mais de 15 milhões de livros de mais de 35.000 editores e de mais de 40 bibliotecas, em mais de 100 países e em mais de 400 idiomas.

Nos Estados Unidos, os leitores têm agora à disposição mais de três milhões de ebooks, através de um sistema idêntico ao acesso às contas do Gmail, ou seja, é necessário ter uma conta Google, que por sua vez permitirá guardar um número ilimtado de livros electrónicos, garante a gigante da Internet.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.