As empresas podem ganhar dinheiro com a grande rede, comercializando os seus produtos e serviços, mas a título individual também há boas oportunidades. Fazer traduções, vender fotografias, responder a inquéritos ou vender roupa e outros objetos usados são alguns exemplos, mas com aspectos a ter em atenção.

Quem domine bem outro idioma tem à disposição sites como o Fiverr , Upwork, Gengo, a Unbabel, uma startup portuguesa, ou a TranslatorsCafé, aponta a DECO Proteste num artigo onde também deixa alguns conselhos.

No caso das traduções, em muitos casos, são exigidos certificados de aptidão linguística e/ou experiência do domínio dos idiomas. Sobre os sites, deverá ler bem as condições de trabalho da plataforma onde se vai inscrever: alguns sites cobram a comissão antes mesmo de o potencial cliente fechar o acordo.

Para quem gosta de andar sempre a fotografar, pode rentabilizar a paixão vendendo as imagens a sites como o www.istockphoto.com, o www.shutterstock.com, www.canstockphoto.com, www.stockfood.pt, www.dreamstime.com  ou www.atlanticopress.pt.

Disponibilizar as fotos em vários sites aumenta a exposição e a possibilidade de cada fotografia ser vendida mais do que uma vez. Por outro lado, há sites que exigem exclusividade e que até pagam mais por isso. Alguns sites são especializados em temas. Por exemplo, a Stockfood tem apenas imagens de comida. Outros sites só se dedicam a fotos tiradas com telemóveis e a vídeos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.