O serviço online Netflix vai chegar à Alemanha, Áustria, Suíça, França, Bélgica e Luxemburgo até ao final do ano. O anúncio feito através da rede social Twitter vem confirmar a aposta que a empresa tinha garantido que ia fazer fora dos EUA e sobretudo concentrada no mercado europeu.






Portugal continua assim de fora dos planos da empresa de conteúdos multimédia norte-americana que para muitos tem um modelo financeiro que ajuda a combater os níveis de pirataria: o utilizador paga uma subscrição mensal e depois pode consumir, quando e onde quiser, séries, filmes, trailers e até desenhos animados.



Ainda não se sabe a data exata de estreia do serviço nos novos mercados, ficando também por saber qual o catálogo de conteúdos que vai estar disponível. Na Europa o Netflix já existe no Reino Unido e em alguns países do norte como a Dinamarca e a Suécia.



Em fevereiro deste ano a empresa tinha garantido um financiamento de 400 milhões de dólares para poder executar a expansão europeia. O financiamento foi conseguido através do aumento de dívida da empresa que agora situa-se nos 900 milhões de dólares.



O mercado europeu representa novas oportunidades de negócio para a empresa já que nos EUA a competição é maior o que obriga a despesas mais avultadas para conseguir acompanhar os rivais.



Recentemente a Netflix decidiu alterar um pouco o modelo de negócio, aumentando o preço da subscrição – no Reino Unido custa seis libras por mês, cerca de 7,50 euros – nos novos mercados.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.