O Governo vai avançar com uma tarifa social de internet com mensalidade de €6,15, que permite aceder a serviços na internet a velocidades de 12 megabits por segundo (Mbps) e enviar conteúdos ou serviços a 2 Mbps, depois de uma proposta da Anacom que colocava a fasquia de serviço mais alto. A notícia é hoje avançada pelo Jornal Expresso.

Segundo o jornal, além das velocidades de download e upload, o Ministério da Economia e Transição Digital vai fixar nos 15 gigabytes (GB) o tráfego mensal desta nova tarifa social, que segue os mesmos moldes já em vigor para a eletricidade.

Tarifa social de Internet vai permitir pagar menos pela banda larga. Quem pode ter acesso?
Tarifa social de Internet vai permitir pagar menos pela banda larga. Quem pode ter acesso?
Ver artigo

Os detalhes da medida vão ser publicados em “Diário da República” na próxima segunda-feira e a tarifa social de internet estará disponível a 1 de janeiro, abrangendo mais de 780 mil famílias que poderão beneficiar da ativação da tarifa junto dos operadores de telecomunicações.

O valor base é de 5 euros, mais IVA, o que resulta nos 6,15 euros agora anunciados e que já tinham sido revelados pelo Governo como um valor a fixar.

A tarifa está disponível para redes fixas e redes móveis e o custo de ativação está limitado a um máximo de 26,38 euros, (21,45 euros mais IVA).

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.