O acordo entre a Google e a entidade responsável pela gestão de direitos de autor do Reino Unido expirou e as dificuldades de entendimento entre as partes para o renovar vão resultar na penalização de consumidores e artistas.

A dona do YouTube começa hoje a bloquear o acesso dos britânicos aos vídeos profissionais. Admite que a medida é severa mas alega que está a proteger a empresa de possíveis questões legais.

A Sociedade Britânica dos Direitos de Autor acusa a Google de querer pagar um valor significativamente menor para garantir o direito de exibir vídeos de artistas profissionais. A Google responde dizendo que é a entidade gestora quem está a pedir mais dinheiro pelas licenças e a impor um modelo que obrigaria a empresa a comprar pacotes de vídeos sem conhecer na íntegra todos os conteúdos.

O acesso bloqueado aos vídeos protegidos por direitos de autor vai manter-se até o diferendo estar resolvido. A Google já disse que deverá levar alguns dias até que todos os vídeos profissionais sejam bloqueados, mas se não houver entendimento isso irá acontecer. A empresa mostra-se irredutível e garante que os valores pedidos pela sociedade britânica a fariam incorrer em perdas económicas caso continuasse a exibir os conteúdos protegidos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.