A Google tem-se mostrado empenhada em transformar o YouTube num serviço cada vez mais transversal, voltado também para a presença no pequeno ecrã. Provas disso são, por exemplo, a disponibilização de uma versão otimizada do site otimizada para TV (YouTube HD) ou o investimento de 100 milhões de dólares para assegurar a presença de conteúdos premium no serviço. Agora admitiu que pondera "transformá-lo" num canal de televisão.

A possibilidade foi avançada por um responsável pelo serviço, que afirmou estar a ser explorada a ideia de criar um canal que possa ser contratado pelos fornecedores de serviços de televisão por subscrição interessados em enriquecer a sua oferta com conteúdos provenientes de fora do circuito habitual.

Salar Kamangar, responsável da Google para a área de vídeo e do YouTube, disse à Reuters que "não tinha nada para anunciar para já", mas admitiu que a possibilidade de fornecer conteúdos para a televisão por cabo seria "realmente importante" - tanto para alguns dos seus atuais colaboradores como para outros que ainda não marcam presença no serviço de partilha de vídeos.

"Por isso, estamos a levar o assunto muito a sério e a estudá-lo com muito cuidado", afirmou o responsável, citado pela imprensa internacional.

Atualmente, o YouTube já assegura parcerias com vários fornecedores de conteúdos originais, que marcam presença no serviço através de mais de uma dezena de canais, e conta também com funcionalidades como o aluguer de filmes - disponível nos EUA, a título experimental, desde janeiro de 2010.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Joana M. Fernandes

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.