A LG apresentou esta quarta-feira resultados. Os números mostram uma inversão da tendência negativa, que nos últimos seis trimestres consecutivos fez a divisão de telemóveis da empresa perder dinheiro.



A divisão de telemóveis da fabricante alcançou lucros de 9,9 mil milhões de wons (6,7 milhões de euros), contra perdas de 262 mil milhões de wons (177,5 milhões de euros) em igual período de 2010 e de 140 mil milhões de wons (94,8 milhões de euros).



A viragem teve um efeito positivo nos resultados de todo o grupo, que nos últimos três meses do ano passado acabou por angariar lucros de 15,6 milhões de euros. O valor compara com perdas de 166,7 milhões de euros no período homólogo e de 21,7 milhões de euros no trimestre anterior.



Os resultados da fabricante são comentados pelos analistas como um sinal de que a enorme reestruturação levada a cabo pela empresa está a produzir efeitos, mas também revelam que a LG tem conseguido acertar na estratégia para o mercado de telemóveis.



A empresa assume que desinvestiu nos modelos de telemóveis menos rentáveis - o que lhe permitiu melhorar resultados, mesmo num trimestre em que as vendas de equipamentos diminuíram de 21,1 para 17,7 milhões de unidades - e relata bons resultados nas vendas de produtos de maior valor.



O maior sucesso recente da fabricante é o LG Optimus (uma linha de equipamentos que em Portugal é designada por LG Maximo), em versão LTE. O modelo, suportado no sistema operativo Android, é apontado como reflexo direto da melhoria de resultados da fabricante, somando já mais de um milhão de unidades vendidas, desde que foi lançado em outubro.



Os resultados da LG são curiosos também atendendo ao facto de representarem mais um sinal da enorme mudança no equilíbrio de forças que faz mover o mercado de telemóveis nos últimos anos. Os factores de sucesso dos equipamentos mudaram e os protagonistas com capacidade para dar tiros certeiros nas preferências dos utilizadores também.



Apple e Samsung, em conjunto, controlam hoje cerca de metade do mercado mundial de telemóveis. A solo, a Samsung disputa com a Nokia o topo da tabela de vendas mundial (em Portugal já é nº1 de vendas), depois da fabricante finlandesa ter permanecido durante anos numa liderança isolada do mercado. A LG surge na terceira posição, a aumentar quota.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Cristina A. Ferreira

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.