A Apple comprou a startup de machine learning Inductiv, sedeada no Canadá, reforçando a clara aposta de aquisição de empresas na área da inteligência artificial (IA). A empresa da maçã pretende agora melhorar a utilização de dados na assistente digital Siri.

De acordo com a Bloomberg, a equipa de engenheiros da startup juntou-se à Apple nas últimas semanas, para trabalhar na Siri, machine learning e dados. A gigante tecnológica confirmou o acordo, garantindo que de tempos em tempos compra "empresas tecnológicas mais pequenas" e que geralmente não discutem os propósitos ou planos. Neste caso, a Inductiv desenvolveu uma tecnologia que recorre à IA para automatizar a tarefa de identificar e corrigir erros nos dados.

De recordar que recentemente a Siri voltou a enfrentar o escrutínio de reguladores europeus por gravar as conversas sem o conhecimento dos utilizadores. Thomas le Bonniec, um antigo prestador de serviços da Apple que ajudou a expor a atuação da empresa da maçã, expressou publicamente os seus receios em relação à falta de cumprimento das leis.

A aposta da gigante tecnológica na área da IA tem sido evidente ao longo dos últimos anos. Ainda em janeiro, a Apple adquiriu a Xnor, uma startup sedeada em Seattle dedicada à produção de software de inteligência artificial. Com esta compra, a empresa da maçã continua a sua investigação "secreta" nos veículos autónomos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.