A Apple foi condenada a pagar 502,6 milhões de dólares à VirnetX, na sequência de uma disputa legal sobre a infração de patentes. O caso, que deu entrada em tribunal em 2010, baseia-se numa acusação feita pela tecnológica, que alega que o FaceTime, VPN on Demand e o iMessage, violam propriedades intelectuais distintas, relacionadas com um sistema de comunicações seguras desenvolvido pela própria empresa. A Apple negou todas as acusações.

Apple vai ter de pagar mais de 300 milhões de dólares depois de perder batalha de patentes
Apple vai ter de pagar mais de 300 milhões de dólares depois de perder batalha de patentes
Ver artigo

Ao longo dos últimos oito anos de julgamento, o caso escalou a hierarquia norte-americana dos tribunais, tendo esta última decisão emanado de uma instância federal texana.

Kendall Larsen, CEO da VirnetX, considerou o montante da indeminização "justo".

Apesar da decisão favorável à empresa, o caso deverá alongar-se por mais algum tempo, uma vez que algumas das patentes envolvidas foram dadas como inválidas por parte do United States Patent and Trademark Office, o órgão público responsável pelo registo e atribuição de patentes nos EUA. Com este dado em cima da mesa, a Apple não deverá avançar para a indemnização imediata.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.