Só dentro da "app economy", e graças à App Store, a fabricante norte-americana contabiliza perto de 500 mil "empregos", que representam cerca de metade dos números europeus totais.

No microsite onde são apresentados os dados refere-se ainda que nos 28 estados-membros da UE já terão sido pagos cerca de 4,9 mil milhões de euros a programadores de software e aplicações, desde 2008.

Aos 497 mil empregos atribuídos à App Store, a Apple soma os 16 mil postos de trabalho diretos que mantém no Velho Continente, e os 116 mil postos de trabalho criados noutras empresas, indiretamente.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.