O estudo elaborado pela Millward Brown Brandz (MBB) e o Grupo WPP revelou que as empresas do segmento de tecnologia são as que dominam atualmente o mercado. Assim, quatro dos cinco primeiros nomes que constam na lista são: Apple, Google, Microdoft e IBM.



A marca da maçã bateu a gigante de pesquisas e reconquistou o topo da lista depois de no ano passado ter ficado em segundo lugar. Em apenas um ano, a empresa liderada por Tim Cook aumentou em 67% o seu valor de marca e passou a valer 247 mil milhões de dólares.



“A crença dos consumidores na marca susteve a Apple quando o seu share enfraqueceu depois da morte do seu fundador, Steve Jobs. A força da marca deu-lhe espaço para recuperar e voltar com uma explosão de criatividade traduzida no iPhone 6, no Apple Watch e no Apple Pay”, afirmou Doreen Wang, diretora da MBB, num comentário aos resultados.


A Google cresceu 9% e vale agora 173,7 mil milhões de dólares. Já a Microsoft, que encabeçou o ranking em 2006, cresceu 28% e tem um valor de 115,5 mil milhões de dólares. Em quarto lugar ficou a IBM com uma queda de 13% em relação a 2014 passando a valer atualmente 94 mil milhões de dólares. A fechar o top 5 ficou a empresa de pagamentos Visa.



A completar a lista das dez empresas mais valiosas ficaram a AT&T, a Verizon, a Coca-Cola, a McDonald’s e a Marlboro. Mas há mais empresas de tecnologia no ranking: Facebook (12º), Amazon (14º), HP (39º), Oracle (44º), Samsung (45º) e Twitter (92º).



A pesquisa ressalva ainda que o segmento das tecnologias de informação é a categoria que cresce mais rapidamente, tendo avançado 24% no último ano.



O valor total das 100 marcas mais valiosas analisadas no estudo obteve um crescimento de 126% desde a primeira edição do ranking, há 10 anos, perfazendo hoje a soma de 3,3 biliões de dólares - mais 14% do que no ano passado.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.