A “novela” entre a Epic Games e a Apple começou em agosto do ano passado e, ao que tudo indica, está longe de terminar. Numa reviravolta inesperada, a Apple decidiu “arrastar” a Valve, a produtora de videojogos e proprietária da Steam, para a sua batalha contra a criadora de Fortnite.

De acordo com um documento arquivado no tribunal distrital para o distrito da Califórnia ainda na semana passada, a Apple terá exigido à Valve em novembro do ano passado que apresentasse uma vasta quantidade de informação, a qual diz ser de grande importância para o caso.

Entre as informações requeridas pela empresa da maçã estavam dados como o volume de vendas anuais no Steam, os seus lucros e receitas, assim como o nome, data de lançamento e preço de cada um dos jogos disponíveis na plataforma da Valve. Segundo a empresa, os dados são necessários para “perceber a extensão deste mercado de distribuição digital” e são relevantes para “demonstrar a competição” entre o Steam e a plataforma da Epic Games.

Por um lado, a Apple afirma que a Valve se recusou a apresentar todos os dados pedidos. “A Valve admite que a informação requerida existe em alguma espécie de formato facilmente acessível, mas alega genericamente que não produzirá os dados em questão porque são confidenciais ou demasiado morosos para recolher da forma que a Apple pediu”, argumenta a empresa.

Por outro, a Valve contra-argumenta que não pertence a esta batalha entre a Apple e Epic Games, uma vez que não compete no mercado móvel nem disponibiliza o Fortnite através da Steam. Em relação às alegações da Apple, a Valve defende que disponibilizou vários documentos à empresa.

“A Apple não ficou satisfeita e exigiu, sem oferecer qualquer forma de cobrir os elevados custos, que fosse recriado o equivalente a seis anos de vendas de jogos para PC e de outros títulos produzidos por terceiros e que se produzisse uma quantidade massiva de informação confidencial”, explica a Valve, acrescentando que se tinha recusado a aceder às exigências da Apple.

Para tentar convencer o tribunal a exigir à Valve que apresente as informações requeridas, a Apple cita um antigo caso contra a Samsung, onde foram também pedidos dados semelhantes. No entanto, a Valve reitera que não compete no mercado móvel e que todos os dados em questão são privados, além de serem desnecessários para o caso entre a Apple e a Epic.

Epic Games apresenta queixa de práticas antitrust da Apple ao Parlamento Europeu
Epic Games apresenta queixa de práticas antitrust da Apple ao Parlamento Europeu
Ver artigo

Recorde-se que no mais recente capítulo da batalha a Epic Gamess instaurou um processo de antitrust à Apple na Comissão Europeia, procurando combater por práticas mais justas na plataforma digital da empresa da maçã, tanto para developers como consumidores.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.