A Lusa pediu informações sobre o projeto, que incluíam a data exata de arranque do centro, as suas funcionalidades, o total de colaboradores e o valor do investimento, mas em troca recebeu apenas uma resposta sucinta. "Como anunciado pelo primeiro-ministro, António Costa, em Janeiro de 2018, a Google abriu no verão um novo centro de operações de fornecedores em Lisboa, totalmente dedicado a fornecedores terceiros", escreveu a empresa.

Segundo a agência de notícias, a gigante tecnológica terá acrescentado apenas que, "com esta abertura", está a "instalar [no país] alguns dos muitos fornecedores que dão apoio às operações da Google".

A criação das instalações da Google em Portugal foi, desde início, um assunto pouco esclarecido, gerando controvérsia desde logo por se achar que se trataria de um call center e não propriamente de um centro tecnológico. O tom “vago” assumido pela empresa não tem ajuda a clarificar a situação.

Google quer continuar a crescer em Portugal e atrair mais investimento
Google quer continuar a crescer em Portugal e atrair mais investimento
Ver artigo

Em janeiro António Costa anunciou que a multinacional norte-americana iria instalar, a partir de junho, em Oeiras, um centro de serviços, hub tecnológico, para a Europa, Médio Oriente e África, arrancando com cerca de 500 empregos qualificados. Um mês depois, a tecnológica assegurava que o espaço em Oeiras não seria um call center, mas sim um centro de operações com vários serviços, como financeiros.

"É uma grande notícia para este país e uma grande prova da confiança da Google", notou na altura o director de Assuntos Institucionais da Google Portugal e Espanha, Francisco Ruiz Anton.

Falando sobre os motivos que levaram a empresa a querer instalar-se em Portugal, o responsável recusou que tenha sido pelos custos laborais. A empresa escolheu Portugal por ser "um país que está a apostar no sector tecnológico, no empreendedorismo e nas startups", adiantou.

A estimativa era de que, "se tudo corresse bem", este centro de inovação começasse a funcionar no final de julho, estando previsto para o Lagoas Park, em Oeiras. A Lusa refere no entanto que no site daquele parque empresarial não existe, de momento, qualquer referência à Google no diretório de empresas ali instaladas.

Durante a Web Summit, Matt Brittin, presidente de negócio e operações da Google EMEA, falou do projeto, tendo referido que a tecnológica quer aumentar o número de pessoas que trabalham em Portugal, ainda que não tenha revelado detalhes em concreto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.