A AdC diz ter adotado uma “decisão de não oposição” por considerar que a operação de concentração “não é suscetível de criar entraves significativos à concorrência efetiva nos mercados relevantes identificados”, lê-se no site do regulador.

O negócio foi feito com a aquisição indireta do controlo da totalidade do capital social da Cabovisão pela Altice VII, através da compra direta por esta última empresa das restantes ações à Codilink, para obter o controlo exclusivo da Altice Portugal, que por sua vez detém a totalidade do capital social da operadora portuguesa de TV por cabo.

A Cabovisão foi vendida no início do ano passado, com a alienação da posição da Cogeco Cable ao grupo francês Altice, por um montante de 45 milhões de euros. Com a aquisição, a operadora anunciava uma nova estratégia com o objetivo de aumentar o número de clientes e alargar a presença em cidades como Lisboa, Braga e Porto.

Segundo os dados da Anacom relativos ao negócio em Portugal, a Cabovisão tem vindo a perder assinantes de forma consecutiva, apesar do crescimento do mercado de TV por subscrição em Portugal. No último trimestre de 2012 a quota da operadora situou-se nos 7,8%, atrás da Zon, com 50,2% dos assinantes e da PT, com 39,2%.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.