Um novo estudo da Accenture Strategy mostra que mais de metade (56%) dos líderes empresariais a nível global estão preocupados com o elevado risco de disrupção das atuais estratégias de crescimento e apenas um quarto acredita vai que alcançar os objetivos de crescimento para 2020.

Assim, para 84% dos cerca de 1.250 líderes empresariais de diferentes indústrias inquiridos por todo o mundo, a solução para inovar e criar novas propostas passa pelo desenvolvimentos de parcerias e novos ecossistemas.

Para Pedro Galhardas, Managing Director da Accenture Strategy em Portugal, a mais-valia dos ecossistemas é a de que “nenhuma empresa possui ou opera todas as componentes de uma solução, gerando muito mais valor em conjunto do que cada player a nível individual, sendo o risco distribuído de igual forma”.

Dessa maneira, cerca de 46% dos executivos procura ativamente parceiros e outros 77% acredita que, nos próximos cinco anos, mais de metade das receitas das suas organizações será gerada através de ecossistemas.

O aumento de receitas (58%), ganhar novos clientes (55%), entrar em novos mercados (55%), mas principalmente potenciar a inovação (63%), são as maneiras através das quais se poderá capitalizar oportunidades de ecossistemas. O estudo revelou que as organizações dos setores das telecomunicações, banca e utilities são as que têm mais capacidades para isso.

Capacitados pelas plataformas digitais, os ecossistemas vão permitir desbloquear 100 mil milhões de dólares em valor para o negócio e para a sociedade durante a próxima década.

No entanto, uma mudança da estratégia de uma empresa também apresenta riscos e desafios, com a partilha dos ativos e sigilos da empresa com outras organizações a fazer parte das preocupações de 44% dos inquiridos. Já mais de um terço (37%) considera ser desafiante equilibrar as atuais responsabilidades do negócio enquanto se exploram novas oportunidades.

O estudo aponta ainda algumas diretrizes que as empresas que querem um crescimento disruptivo através da construção de ecossistemas devem considerar, entre elas a definição dos seus objetivos, a seleção dos parceiros certos e com um mindset colaborativo e ainda uma boa organização de todo o processo, desde o planeamento  até à sua entrada no mercado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.