(Actualizada)
A IBM Portugal anunciou hoje a assinatura de mais um grande contrato de outsourcing, desta vez com os CTT. O contrato tem a duração prevista de 10 anos e destina-se à externalização da infra-estrutura de sistemas de informação dos Correios, materializando uma decisão dos CTT em flexibilizar os investimentos e racionalizar os custos nesta área.



António Raposo de Lima, director da IBM Global Services, explicou ao TeK que está prevista a criação de uma ACE (Agrupamento Complementar de Empresas) onde serão integrados voluntariamente os funcionários dos CTT que actualmente trabalham nesta área.



A IBM vai assegurar toda a manutenção e actualização do parque informático dos CTT, garantindo ainda uma solução de continuidade de negócio com base nos seus Centros de Serviços de Recuperação e Continuidade (conhecido como Disaster Recovery). Está também integrado neste acordo o suporte da IBM aos helpdesk que assegura o apoio aos mais de 16 mil empregados dos CTT, dispersos em mais de 2.5600 localizações espalhadas por todo o território nacional.



As duas empresas vão também trabalhar em conjunto no domínio da inovação, de forma a aumentar a vantagem competitiva dos CTT no mercado postal.



Carlos Horta e Costa, presidente do Grupo CTT, afirmou em comunicado que "este é mais um passo no sentido da focalização na nossa área de negócio, reforçando a nossa posição de liderança e de excelência no mercado nacional e global". O presidente do grupo espera que deste acordo resulte uma maior qualidade nos sistemas de informação internos, com reflexos na qualidade do serviço prestado aos clientes.



Ainda no ano passado a IBM assinou um contrato de outsourcing de grande dimensão com o banco BCP, igualmente por um período de 10 anos. O contrato com esta instituição bancária tem o valor de 340 milhões de euros, calculando o Grupo BCP que irá obter uma redução de custos com a estrutura de Tecnologias da Informação na ordem dos 25 por cento.



Os serviços têm assumido um peso cada vez maior na facturação da IBM a nível global, representando actualmente 50 por cento do volume de negócios da empresa, sendo aplicável a Portugal um valor equivalente. Dentro da área de serviços, o outsourcing tem também um peso destacado, de cerca de metade da facturação, explica António Raposo de Lima ao TeK.



Este responsável do IBM Global Services lembra que nos últimos anos as empresas têm tido uma pressão forte no sentido de reduzirem as despesas com as Tecnologias da Informação, mas que o recurso à externalização dos serviços de TI é actualmente motivada também pela tendência de concentração no core business.



Nota de Redacção: [2004-03-24 17:12:00] A notícia foi actualizada com as declarações ao TeK de António Raposo de Lima, director da IBM Global Services.

Notícias Relacionadas:

2003-10-07 - IBM Portugal quer reforçar presença no outsourcing de processos de negócio


2003-07-04 - IBM e BCP assinam contrato de outsourcing de Tecnologias da Informação

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.