São empresas de direito português, embora integradas em multinacionais, as três empresas portuguesas que figuram na selecção feita este ano pelo Great Place to Work das melhores empresas para trabalhar na Europa. O título foi angariado pela Cisco, Microsoft e Everis, a que se junta ainda uma empresa de outra área, a Liberty Seguros.



As subsidiárias nacionais não estão todas no ranking isoladamente, mas integram um grupo de operações consideradas para a região. No caso da Microsoft, considerada a melhor empresa europeia para trabalhar, entre as grandes empresas, a subsidiária portuguesa deu o seu contributo para os resultados a par com outras 14 subsidiárias. No caso da Cisco (na 17ª posição do ranking) a operação local foi considerada juntamente com outras cinco operações existentes na região. Já a Everis surge na 26ª posição da tabela das melhores PMEs para trabalhar na Europa apenas tendo em conta a operação portuguesa.




O ranking europeu das melhores empresas para trabalhar é composto por 100 entradas, metade são PMEs (até 500 colaboradores) e as restantes grandes empresas (mais de 500 colaboradores). Nesta edição estiveram em avaliação 1.300 empresas de 18 países europeus que empregam mais de 1,6 milhões de colaboradores.



O sector mais representativo é o da consultoria (a que pertence também a Everis). As Tecnologias da Informação asseguram a segunda maior representatividade.



O ranking do Great Place to Work é publicado há oito anos. O instituto reconhece que este ano o leque de empresas analisadas também foram afectadas pela crise o que ficou patente numa mais reduzida taxa de contratação de novos trabalhadores, que este ano não foi além dos 2,2 por cento. Ainda assim, a actividade das empresas analisadas cresceu no período 15,4 por cento.

Cristina A. Ferreira

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.